Top 16 motivos pelos quais você não está emagrecendo com a Low Carb - PARTE 1


Você está fazendo a low carb, mas não está emagrecendo mais? Neste post, que está dividido em duas partes, listaremos os 16 principais motivos pelos quais você não está emagrecendo! Agora você verificará se está fazendo tudo certinho ou se precisa de alguma pequena mudança para perder aqueles quilinhos extras!

1. Você está perdendo gordura, mas não percebe

A perda de peso não é um processo linear. Se você se pesa todos os dias, já deve ter percebido que em alguns dias a balança desce e em outros dias ela sobe. Essa variação também ocorre quando você se pesa em horários diferentes num mesmo dia, por exemplo: se pesar de manhã e à noite, já que podemos ter muito mais líquidos e alimentos que estão sendo digeridos em um dos horários citados. Isso não significa que a dieta não está funcionando, desde que a tendência geral esteja abaixando. Se você se pesar uma vez por semana e perceber que ao longo de um mês o peso caiu em vez de aumentar, isso quer dizer que você está perdendo peso ao longo do tempo, claro! Muitas pessoas eliminam muito peso na primeira semana de uma dieta low carb, mas isso é principalmente o peso da água que foi perdido, já que uma dieta rica em açúcares e trigo leva à retenção de líquidos. A perda de peso diminuirá significativamente após essa fase inicial, mas não se desespere e não desanime! Deixemos claro que “perder peso” não é o mesmo que “perder gordura”. Se você fizer musculação, por exemplo, é possível que você esteja ganhando massa magra ao mesmo tempo em que está perdendo gordura. Para se certificar de que você está reduzindo gordura, use algo mais além da balança: uma fita métrica para medir sua circunferência da cintura e abdômen, pois a redução de medidas é um bom indício de que você está perdendo gordura! Além disso, tire fotos e observe se suas roupas estão ficando mais folgadas, pois isso também é evidência de que você está perdendo gordura, não importa o que a balança mostra. Seja paciente e continue se alimentando de verdade! O resultado certamente virá.


2. Você não está reduzindo os carboidratos o suficiente

Algumas pessoas são mais sensíveis ao carboidrato do que outras. Se você está numa alimentação low carb e seu peso estagnou, então você pode tentar reduzir os carboidratos ainda mais. Nesse caso, vá abaixo de 50 gramas de carboidratos líquidos por dia. Se isso também não funcionar, passar para 20 gramas por dia, temporariamente, pode funcionar. Abaixo de 20 gramas, você deve comer muitos vegetais, muitas folhas verdes, proteínas e gorduras saudáveis para que seu organismo continue saudável e seu intestino funcione normalmente. Para se certificar de que você realmente está comendo a quantidade correta de carboidratos, crie uma conta gratuita no FatSecret, por exemplo, e registre sua ingestão de alimentos por um tempo. Assim, você terá certeza do que está ingerindo!



3. Você está sempre estressado

Infelizmente, nem sempre comer comida de verdade e fazer exercícios é suficiente para perder gordura corporal. Precisamos garantir que nossos corpos estejam funcionando muito bem e que nossos hormônios estejam funcionando corretamente. Estar estressado o tempo todo mantém o corpo em constante estado de “lutar ou fugir”. Essa é uma reação que mantém os níveis do hormônio do estresse, como o cortisol, elevados. Ter níveis de cortisol cronicamente elevados pode aumentar sua fome e aqueles desejos por alimentos não saudáveis, cheios de açúcar e gorduras ruins. Se você quiser reduzir o estresse, experimente meditação e exercícios de respiração profunda. Você pode encontrar vídeos online para iniciantes. Reduza algumas distrações, como os meios de comunicação e adicione hobbies em sua rotina: leia mais livros, escute música, aprenda algo novo, monte quebra cabeças e seja feliz!


4. Você não está comendo “comida de verdade”

Uma dieta baixa em carboidratos é mais do que apenas diminuir a ingestão de carboidratos. Você deve substituir os carboidratos por alimentos naturais e nutritivos. Você pode se livrar de todos os alimentos ultra processados, pois eles não são “comida de verdade” e são nocivos para sua saúde. Se você precisa perder peso, foque em vegetais, gorduras saudáveis, ovos, peixes e carnes. Além disso, as receitinhas low carb podem causar problemas, mesmo que elas sejam feitas com ingredientes saudáveis. Elas devem ser consumidas ocasionalmente, apenas em momentos especiais.



5. Você está comendo muita proteína e poucas gorduras saudáveis

Para perder peso devemos manter os carboidratos baixos, as proteínas moderadas e as gorduras saudáveis altas. Com os carboidratos baixos, a maior fonte de calorias e de energia que vamos receber devem ser provindas das gorduras saudáveis, como abacate, azeite de oliva, queijos amarelos, óleo de coco, oleaginosas, entre outras. Estima-se que numa dieta low carb você tenha que consumir em torno de 70% das calorias diárias em forma de gorduras saudáveis. Em seguida, no nível moderado, estão as proteínas. Consumir proteínas demais pode ser prejudicial à perda de peso, pois seu organismo pode converter a proteína em glicose, que, por sua vez, aumentará o nível de insulina no seu corpo. Como é necessário manter os níveis de insulina baixos para você não passar fome toda hora (a mágica da low carb!), comer muita proteína pode não ser uma boa ideia. O ideal é consumir em torno de 20% de proteínas em relação à quantidade total de calorias que você ingere por dia. Então, fique atento ao seu consumo de proteínas, pois ela pode estar te sabotando.


6. Você está comendo muitas oleaginosas

As oleaginosas são alimentos de verdade, sem dúvida. Elas também têm alto valor de gorduras do bem. As amêndoas, por exemplo, têm cerca de 70% das suas calorias provindas da gordura. No entanto, é muito fácil extrapolar na quantidade quando se está comendo esses alimentos, ainda mais se você está com um pacote cheio. O ideal é comer cerca de um punhado de oleaginosas por dia, no máximo. Mesmo que na low carb não nos preocupamos em contar calorias, se você está comendo muitas oleaginosas nos seus lanches e/ou nas refeições todos os dias (ou ainda, manteiga ou pasta das oleaginosas), então, é provável que você esteja apenas comendo muito mais calorias do que seu corpo necessita, por isso, mantém o peso ou até mesmo aumenta-o.



7. Você não está dormindo o suficiente

O sono é incrivelmente importante para nossa saúde e estudos mostram que a falta de sono está correlacionada com o aumento de peso e da obesidade, pois faz com que você sinta mais fome e coma mais. A falta de sono leva ao cansaço e torna as pessoas menos motivadas a se exercitarem e a comerem de forma saudável. Além disso, a falta de sono pode causar ansiedade, o que não é nada bom para quem está em processo de emagrecimento. O sono é um dos pilares da saúde. Então, se você está fazendo tudo certo, mas não está dormindo bem, você poderá não ver os resultados que tanto espera. Se você tem um distúrbio do sono, consulte um médico, pois é um problema facilmente tratável.

Enquanto isso, abaixo seguem algumas dicas simples que você pode adotar ainda hoje que podem ajudar a melhorar o seu sono:


  1. Evite a cafeína após as 14 horas;

  2. Durma em completa escuridão;

  3. Evite álcool e exercício físico nas últimas horas antes de dormir;

  4. Evite usar o celular ou ver televisão antes de dormir;

  5. Faça algo relaxante antes de dormir, como a leitura de um livro, ouvir uma música relaxante ou até fazer yoga;

  6. Tente ir para a cama na mesma hora todas as noites.


8. Você está comendo muitos produtos lácteos

Outro alimento baixo em carboidratos que pode causar problemas para algumas pessoas é o leite e seus derivados. Alguns produtos lácteos, apesar de serem baixos em carboidratos, ainda são bastante elevados em proteínas. Como já vimos, as proteínas em excesso, como os carboidratos, aumentam os níveis de insulina, o que leva ao armazenamento de energia em forma de gordura. A composição de aminoácidos na proteína láctea a torna muito potente na elevação da insulina. De fato, alguns estudos mostram que as proteínas lácteas podem aumentar a insulina tanto quanto o pão branco, por exemplo. Mesmo que você pareça tolerar os produtos lácteos bem, comê-los com frequência acaba elevando a insulina no seu corpo e podem prejudicar a adaptação metabólica que precisa ocorrer para que você obtenha os benefícios completos de uma alimentação low carb. Neste caso, evite o leite, reduza o queijo, iogurte e creme de leite. A manteiga ainda pode ser consumida, pois é baixa em proteínas e tem pouca lactose, não aumentando a insulina.


Semana que vem teremos mais dicas para você! Esperamos te ver aqui novamente!

Se você gostou, deixe seu like aqui embaixo, no nosso coraçãozinho! ↓↓↓↓↓

Esse artigo contou com a colaboração de Larissa Lima, Editora voluntária e membro do Grupo Low Carb Lifestyle Brasil, no Facebook.

E você?? Já faz parte do nosso Grupo no Facebook??

Não?? Então corre lá!!!

https://www.facebook.com/groups/lowcarlifestylebrasil/

Siga-nos no Insta!! https://www.instagram.com/lowcarblifestylebrasil/

#artigo #Lowcarb

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram_2016_icon