Dieta low carb na gravidez? Gestante Low Carb


Dieta low carb na gravidez | Já sigo low carb e perdi peso com sucesso. Posso continuar estando grávida?

Se você perdeu peso com low carb, está feliz com o seu corpo e aderiu ao estilo de vida para manter o peso definitivamente, por que mudaria isso porque engravidou?

Se ainda tem peso para perder, passe a comer como se estivesse em manutenção, se esforçando para manter a alimentação o mais paleo possível, com carnes, vegetais e frutas à vontade, sem contagem de carboidratos, sem se pesar e sem tirar medidas (deixe isso para as consultas mensais com o seu médico).

Eu, além de crocantes goiabas verdes, tangerinas e maçãs geladinhas e uma fatia de melão ou mamão no café da manhã, também comia batata doce e cenoura (já comia antes de engravidar, mas em quantidades contadinhas, na gravidez comi um pouco mais). Também comia lentilhas, que tem uma quantidade bem honesta de carbos, mas é rica em ácido fólico, essencial para o desenvolvimento do tubo neural do baby.

Dieta low carb na gravidez | Grávidas podem ficar em cetose?

Não. Não há evidências suficientes para afirmar que a cetose – menos de 20 gramas de carbos líquidos por dia – seja perigosa para o bebê, afinal de contas o ser humano passou a maior parte da evolução em cetose. A questão é que vegetais e frutas são carregadas de nutrientes que você e o bebê precisam, então não restrinja os carboidratos saudáveis.

Não se preocupe, comendo em variedade e quantidade verduras, legumes, carnes e frutas, não faltará nada para você e o bebê ficarem bem. Doces, arroz, pão e macarrão são nutricionalmente vazios e a gravidez não é uma desculpa para você voltar a comer esses alimentos.

Dieta low carb na gravidez | Devo falar com o meu médico sobre low carb?

Sem dúvida! Só que se você falar para a maioria dos médicos que está seguindo a dieta Atkins, ele vai mandar você parar imediatamente e voltar a uma alimentação “equilibrada”, seguindo a pirâmide alimentar, que é a orientação geral. Porém lembre-se que o médico, como a maioria das pessoas que conhece pouco sobre Atkins, deve achar que a dieta se resume aos primeiros dias de maior restrição de carboidratos.

Que tal falar para ele que você está concentrando a sua alimentação em comida de verdade, sem comer farinha e açúcar, com uma variedade de carnes, laticínios, vegetais e frutas? Você estará falando a pura verdade, sem correr o risco do preconceito que pode ocasionar os nomes “Atkins”, “dieta” e “low carb”.

Dieta low carb na gravidez | Ainda não mudei nada na minha alimentação. Posso começar já estando grávida?

O ideal seria não fazer mudanças muito radicais na sua alimentação. Isso porque seria uma coisa a mais para você assimilar, além do fato de um pequeno ser humano estar crescendo dentro de você e um monte de mudanças que isso acarreta estarem vindo à frente.

Principalmente quando é o primeiro filho, há muito o que entender, pesquisar, aceitar, absorver. Entender que é o consumo excessivo de carboidratos vazios e não de gorduras que acarreta o excesso de peso não é um processo automático. Requer leitura, quebra de paradigmas e uma grande “saída da caixa”. Pode ser que todo esse novo cenário, junto com as mudanças hormonais que acompanham a gravidez tragam um nível de stress desnecessário ao processo todo.

Isso não quer dizer que você deva continuar uma alimentação baseada em pão francês, biscoito e sobremesas. Quando fui ao médico na primeira consulta obstétrica da gravidez do Gui, o médico me disse para diminuir pães e doces, porque o bebê não aproveitava nada disso, além de eu estar 20 quilos acima do meu peso ideal. Eu na época nunca tinha ouvido falar em low carb, e esse “diminuir” entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

Por muito pouco não tive diabetes gestacional. Se você está grávida e muito acima do peso, também corre esse risco. Continue com a alimentação que você já tem, mas corte o açúcar, farinha e produtos muito processados. Restrinja o consumo das frutas mais doces como a manga, abacaxi, maçã, banana e melancia. Continue comendo arroz, feijão, aveia, lentilhas, batatas, leite. Quando o bebê já estiver nascido e já tiver amamentado, você poderá restringir esses alimentos para perder peso até chegar na sua meta.

Dieta low carb na gravidez | Posso continuar com adoçantes?

Depende. Sucralose e stévia são considerados seguros para consumo durante a gestação.

Estudos comprovaram que a sacarina atravessa a placenta e os efeitos dela no feto não são compreendidos, então fique longe dessa substância. O ciclamato de sódio foi ligado ao desenvolvimento e câncer em alguns estudos. Os adoçantes mais baratos do mercado costumam ser feitos dessas duas substâncias.

Grávida ou não grávida, consuma adoçantes com moderação, dando preferência a stévia e a sucralose. Eu pessoalmente sou fã da sucralose, tanto para o cafezinho quanto para uso culinário eventual.

FONTE : http://www.vidalowcarb.com.br/dieta-low-carb-na-gravidez


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram_2016_icon